Como é ir ao médico no Canadá?

Quando vamos viajar para o exterior, o último lugar que queremos conhecer é o hospital. No entanto, precisamos saber de algumas informações sobre a ida ao médico no exterior, caso seja necessário.

Cada país tem seu sistema de saúde, por isso, se você for fazer intercâmbio, confira algumas dicas de como ir ao médico no Canadá.

1. Como funciona o sistema de saúde no Canadá?

O sistema de saúde canadense foi construído de forma que todos os pacientes sejam atendidos de maneira igualitária. Independente da classe social, todos os residentes do país são atendidos pelos mesmo hospitais, clínicas e médicos. Não há, como no Brasil, hospitais públicos e hospitais particulares.

A saúde é pública – o que não significa de graça. Cada província tem seu sistema e suas regras. Ao todo, são cerca de 13 sistemas no Canadá. Algumas províncias cobram uma taxa mensal de saúde pública, outras oferecem os atendimentos gratuitamente.

No geral, os residentes do Canadá têm direito a atendimento médico de rotina, exames, atendimento hospitalar, cirurgias e tratamentos. Porém não estão inclusos na saúde pública serviços como fisioterapia, cuidados com a visão, terapias, saúde dental e medicamentos prescritos fora dos hospitais.

Nas consultas em clinícas você passará com um médico geral primeiro, e depois se o mesmo julgar necessário ele te encaminhará para um especialista. Não tem como passar com um Cardiologista na primeira ida, por exemplo.

2. Como ter acesso ao sistema de saúde?

No Canadá, o sistema de saúde funciona de diferentes formas, variando de província para província. Se você for permanecer no Canadá por mais de seis meses, você terá direito à saúde pública. Quando chegar ao país, você deve se inscrever no sistema de saúde da sua província e fazer sua carteirinha.

Em Québec, por exemplo, você deve procurar a RAMQ (Régie de l’Assurance Maladie du Québec), o conselho de saúde da província. O período de carência até receber a carteirinha é de três meses, nesse caso, você deve ter um seguro de viagem que dure pelo menos por esse período.

Nesse estado, o cartão se chama Carte Soleil e garante acesso a todos os hospitais e clínicas da província e o governo paga uma parte do valor dos medicamentos comprados.

Já em British Columbia, o tempo de espera é o mesmo, três meses, mas você aplicará para o MSP.

3. Como funcionam os hospitais?

Em casos de urgência, o mais indicado para o paciente é se dirigir para o pronto-socorro dos hospitais. No entanto, nos casos menos urgentes, você pode optar por ir às clínicas (consultórios), chamadas aqui de walk-in clinics. Se você precisar chamar a ambulância, lembre-se que os planos de saúde não cobrem o serviço, sendo cobrado um valor de mais ou menos CAD$50, no caso de Vancouver.

Existem dois tipos de clínicas, as com hora marcada e as sem marcação. Essas clínicas são particulares, mas elas aceitam o cartão RAMQ, MSP, por exemplo. As clínicas com hora marcada geralmente têm médicos de família, que são clínicos gerais mas podem efetuar diferentes tratamentos, caso não seja necessário encaminhar para um especialista – veja mais abaixo.

Se você tiver um seguro de saúde international terá que verificar com a empresa que você contratou qual clínica você pode ir. Em alguns casos, você terá que fazer o pagamento da consulta e de qualquer outro gasto na hora, e a seguradora irá te reembolsar posteriormente. Por isso, sempre peça recibo.

4. O que é um médico de família?

Essa especialidade médica tem, como principal característica, a atenção integral à saúde ou a atenção básica à saúde. No Canadá, o médico da família é o indicado para lhe atender quando você não está se sentido bem, porém o seu caso não é uma emergência. Se você for morar no Canadá por mais de seis meses e quiser um médico de família, pesquise quais clínicas tem médicos que estão aceitando pacientes.

Esse médico é o responsável por conhecer seu histórico médico, bem como o de sua família, pedir os exames e fazer os check-upsEle deve realizar o primeiro diagnóstico e, se for necessário, também é ele quem vai encaminhar você para algum especialista.

Ficar doente e precisar ir ao médico não é a intenção de quem vai fazer uma viagem, portanto, quando for fazer seu intercâmbio, procure agências que lhe ofereçam um seguro internacional de saúde.

Gostou do nosso texto sobre como ir ao médico no exterior? Você sabe de mais alguma outra informação? Comente no nosso post e compartilhe com a gente.