Do idioma à imigração
Pesquisar
Close this search box.

Vida canadense

Blog Morar no Canadá: sejam bem-vindos!

O Canadá tem várias opções de diversão e turismo de qualidade mas, certamente, as mais impressionantes são os passeios de trem. O “The Canadian”, por exemplo, faz um percurso completo entre Vancouver e Toronto (aprox. 5 mil kilometros), entre as duas cidades mais importantes do país.

Uma experiência relaxante, segura e tranquila, com visual incrível e diversão independente da idade. Quer saber mais? Embarque nessa!

The Canadian: uma viagem inesquecível

Trem The Canadian

Não é exagero dizer que dá pra conhecer todo o Canadá a bordo do “The Canadian”! O trem é espetacular e oferece uma viagem incrível entre Toronto e Vancouver, cidades importantes do país. Em uma viagem de 3 dias/4 noites é possível observar toda a beleza do país passando pelas cidades de Vancouver, Kamloops, Jasper, Edmonton, Saskatoon, Winnipeg, Sioux Lookout, Sudbury Jct. e Toronto.

Existem duas espécies de viagens disponíveis via The Canadian: uma espécie de classe econômica, conhecida como Economy, e uma classe especial, chamada de Sleeper Plus. Esta, por sua vez, também se subdivide entre Upper Bed/Lower Bed, Cabins e Berths, com especificações próprias e possibilidades múltiplas para todos os gostos (e bolsos).

A categoria Sleeper Plus oferece inúmeras vantagens, dentre as quais a excelente alimentação oferecida, com 3 refeições diárias, no melhor estilo hotel, com horário marcado e tudo. Além disso, é possível também obter outros alimentos separados em uma espécie de lanchonete.

A fantástica paisagem canadense, um plano de fundo espetacular para a viagem

É possível contemplar vistas verdadeiramente incríveis ao longo de todo o percurso, certamente uma das grandes (a maior) das atrações do percurso. Existem várias paradas ao longo do caminho (nada menos que 34) nas quais é possível, em alguns casos, descer do trem e visitar algumas rotas principais das cidades, como acontece em Winnipeg, por exemplo.

The Ocean e The Corridor – outros trens disponíveis

Trem British Columbia

O The Canadian é o mais famoso trem para viagens canadenses, mas existem outros passeios pela Via Rail que realizam percursos bem legais como o The Corridor, que viaja entre Toronto e Montreal, além do The Ocean, que viaja entre Montreal e Hallifax.

Por estas e outras viagens da companhia é possível percorrer praticamente todo o país, oferecendo uma visão geral das cidades e de toda sua geografia, com fauna e flora incríveis. É um país com natureza belíssima e um colorido diferente, especialmente no inverno e no outono.

Socialização: uma inesperada diversão nos passeios de trem

As viagens de trem pelo território canadense trazem uma surpresa agradável: a interação entre os passageiros. Não é difícil observar conversas e brincadeiras entre eles. Com a diversidade cultural característica do país, passeios como esse geram um ambiente descontraídos e pessoas com vontade de trocar experiências ao longo do trajeto.

O respeito é uma característica marcante do canadense, criando um equilíbrio entre qualidade de vida, conforto, segurança e diversão em ambientes sociais como esse.

Rocky Mountaineer: a cereja do bolo das viagens de trem canadenses

Rocky Mountaineer

Uma viagem inesquecível: assim pode ser definida a Rocky Mountaineer, uma viagem de trem espetacular com paisagens verdadeiramente deslumbrantes, excelente atendimento e culinária requintada. Tudo com muita organização e conforto em um ambiente descontraido. Afinal, todos que estão ali querem relaxar e se divertir.

A melhor forma de conhecer o Canadá é mesmo com as viagens de trem. Com um roteiro marcado por relevos e visuais fantásticos e conhecendo em apenas alguns dias toda a riquesa desse País.

Cruzar o Canadá via trem é apenas mais uma das várias possibilidades de turismo por aqui. Mas uma oportunidade de ouro e que vale a pena você considerar em sua viagem para cá.

Seu sonhado intercâmbio para o Canadá está, finalmente, se tornando realidade. Mas encarar uma viagem para o exterior sozinho não é fácil. E para que seu sonho não se torne um pesadelo, é bom contar com uma agência de intercâmbio para facilitar as coisas tanto no Brasil, como no Canadá.

Afinal, muitas dúvidas certamente surgirão e pode bater uma insegurança ao chegar em um país diferente. Será preciso saber onde buscar as informações e serviços necessários para sua estadia, os costumes dos habitantes são diferentes dos nossos e, obviamente, as línguas faladas são outras. Tudo isso junto pode representar um desafio para o intercambista.

Assim, escolher uma agência com unidade de atendimento também no Canadá é o ideal. Quer entender melhor o porquê? Então, confira abaixo, 4 motivos que ajudarão você a aproveitar ao máximo essa experiência incrível no exterior!

1. Suporte na chegada

Logo quando colocamos os pés em outro país já conseguimos notar a diferença. Tudo é novidade e parece funcionar de outro jeito. E, por mais que já tenhamos noção das línguas faladas, muita coisa só vai ser compreendida com a convivência. Portanto, os primeiros dias podem ser bem assustadores.

Mas se você tem uma equipe local para dar um suporte, já saberá onde ir primeiro, como conseguir o transporte adequado, além de ter ajuda na hospedagem e no início das aulas, conseguindo todo tipo de informação necessária para sua estadia, não restando motivos para ter aquele frio na barriga. E todo o atendimento é realizado em português para que não haja mal-entendidos!

2. Auxílio em caso de emergência

Mas e se algo der errado? E se você tiver problemas com a documentação na escola ou com as autoridades de imigração? Ou, pior, um problema de saúde ou um acidente durante a estadia? Essas coisas acontecem e é importante contar com alguém que conheça o país a fundo, os serviços e legislação locais.

As unidades de atendimento ao cliente da agência de intercâmbio no Canadá serão um “porto seguro” para os estudantes brasileiros. Um lugar para conseguir ajuda e informações necessárias para resolver qualquer emergência.

3. Dicas de passeios

Ir para o Canadá em intercâmbio não significa que você ficará só estudando o tempo todo. Aliás, uma das muitas vantagens de viajar para estudar em outro país é poder conhecer lugares incríveis e a cultura local, o que acrescenta muito ao seu aprendizado.

E não é preciso ficar com medo de se perder em terras estrangeiras. As equipes de atendimento da agência de intercâmbio no país podem fornecer dicas de passeios e atividades imperdíveis, e ainda ajudar com o transporte.

Afinal, o Canadá é um país que proporciona experiências ricas e muita diversão. Há roteiros especiais para o verão (que inclui praias movimentadas e ilhas paradisíacas, passeios nos famosos lagos e trilhas em parques naturais) e para o inverno (com locais para a prática de esportes como ski, snowboard e patinação no gelo).

4. Ajuda com a escola e moradia

Todo o processo de escolha do curso e matrícula na escola em que você estudará pode ser complicado. Mas, a unidade de atendimento local possui experiência para dar a orientação necessária. Pode ajudar, também, nas dificuldades de adaptação ao ritmo das aulas (se estiverem muito fáceis ou difíceis) e para fazer amigos no país.

Da mesma forma é com a hospedagem, que pode fazer a diferença para sua experiência de intercâmbio cultural. Por isso, é bom contar com profissionais que tenham conhecimentos sobre as melhores acomodações e deem suporte na adaptação aos costumes na homestay (estadia em casa de família), aos temperos dos restaurantes e mesmo nas dificuldades de morar sozinho (lavar a roupa, manter a limpeza e arrumação do quarto, seguir as regras da casa).

Como vimos, fazer intercâmbio no Canadá é uma oportunidade única para ter contato com outra cultura e conhecer lugares incríveis, além de conquistar um certificado no exterior. Mas, para evitar problemas, o melhor é escolher uma agência de intercâmbio com unidades de atendimento ao cliente no país, que dará toda a assistência para você aproveitar ao máximo o que essa experiência riquíssima pode oferecer.

Gostou de nossas dicas? Quer saber mais sobre os benefícios que a Canada Intercambio pode oferecer? Então entre em contato conosco para batermos um papo!

Fazer uma pós-graduação no Canadá pode abrir portas para diversos outros caminhos em direção ao sucesso, como uma bela promoção no Brasil ou até mesmo a autorização para imigrar para o Canadá, além de proporcionar obter uma visão mais global da realidade e a imersão em uma nova cultura, se você tem interesse em fazer uma pós graduação no Canadá confira o passo a passo.

Elevar seu nível educacional por meio da pós-graduação, estudando em excelentes instituições de ensino no Canadá, este passo a passo foi feito para você! Confira as orientações.

Dê o primeiro passo

O planejamento é uma etapa indispensável sim. Calcule pelo menos seis a oito meses de programação, para quem já tem inglês avançado e já concluiu a graduação. Levando em consideração que os cursos normalmente se iniciam em setembro, você deve começar os preparos no máximo em janeiro. Claro que, quanto antes, mais chances de você coseguir ingressar na instituição escolhida.

Já para quem ainda não tem um bom nível de inglês, é importante dispor de mais tempo, já que este é um dos pré-requisitos para se matricular no curso de pós-graduação.

Pesquise os cursos e as instituições

A pesquisa de cursos e instituições é uma das partes mais importantes do processo, pois você precisa verificar quais são as universidades e programas disponíveis para, em seguida, escolher o programa que mais se encaixa em seu perfil acadêmico e objetivos profissionais.

A pós-graduação pode ser feita em Colleges ou em Institutos e Universidades. Os Colleges são conhecidos também como Colleges of Technology e os institutos são Institutes of Technology. Ambos oferecem programas mais práticos, que emitem diplomas e certificados em áreas mais específicas, como Design, Finanças, Contabilidade, Administração, Marketing, entre outros.

Já as Universidades oferecem cursos de maior duração, como bacharelados, mestrados e doutorados. Após encontrar uma ou mais opções de seu interesse, verifique os requisitos para ingresso, já que aqui no Canadá você faz uma prova específica para o curso escolhido.

Providencie a documentação necessária

Após escolher uma instituição e o curso para a sua pós-graduação no Canadá, comece a preparar toda a documentação. Será necessário apresentar diploma em nível de graduação, além do histórico — que deve conter boa média de notas.

Em algumas instituições também pode ser requisitado o GRE (Exame de Registro de Graduação) ou o GMAT (Teste de Admissão de Administração da Graduação). Você também pode precisar de cartas de referência, comprovação da experiência profissional e relatórios.

Faça a prova de proficiência

Como já foi dito anteriormente, a prova de proficiência é indispensável, pois é ela que comprova o nível avançado de inglês. Afinal, você terá de acompanhar as aulas em inglês e precisará compreender os conteúdos e se comunicar muito bem. Exames como TOEFL e IELTS podem ser usados para efeitos de comprovação.

Vale ressaltar que quem ainda não tem o nível de inglês avançado pode realizar cursos preparatórios para IELTS e TOEFL no Canadá. Alguns deles, aliás, têm foco nos programas de pós-graduação.

Analise os valores

Não há como negar que uma pós-graduação no Canadá requer um investimento considerável, mas que será convertido em aprendizado, vivências e oportunidades. Em média, os cursos de pós-graduação custam CAD$16.000 por ano, variando de acordo com a instituição e o curso escolhido.

Há ainda o valor do material didático, que custa aproximadamente CAD$100 por matéria. A residência estudantil tem o valor médio de CAD$800, incluindo alimentação e acomodação por 4 semanas. Inclua ainda a taxa de transporte, que é fixa e mensal e custa em média CAD$110 por mês.

Escolha uma agência para orientar o processo

Após o envio e análise dos documentos, a escola informa se o aluno foi aceito ou não. Começa então o preparo para entrar com o pedido de visto de estudante, realizar exames e cumprir todas as demais exigências feitas pela imigração canadense.

Você tem a possibilidade de fazer todo o processo de escolha e matrícula sozinho, mas o ideal é contar com uma empresa especializada, que poderá auxiliar desde o momento da escolha do curso até a matrícula e o visto, apoiando o candidato na superação de toda a burocracia envolvida.

A Canada Intercambio realiza todo esse processo com excelência, além de disponibilizar todo o suporte necessário local, após a sua chegada. Nossa matriz fica em Vancouver e temos uma Unidade de Atendimento em Toronto. Por isso, nossos agentes saberão indicar a pós-graduação certa para você.

Quer entender melhor como funciona o processo? Consulte no nosso site todas as informações sobre esse programa!

Está pronto para realizar o sonho de fazer uma pós-graduação no Canadá? Preencha o formulário abaixo e entraremos em contato para iniciar o seu processo!

Muitos intercambistas, inclusive aqueles que já são familiarizados com a língua estrangeira, vivenciam um bloqueio geral quando chegam em outro país para a temporada de aprendizado. A pergunta sempre é: como aumentar o vocabulário em inglês e me virar na rotina do dia a dia?

Existem alguns motivos para esse bloqueio acontecer, inclusive alguns científicos. Quando temos memórias semelhantes, nosso cérebro pode anular uma delas para otimizar seu armazenamento e, entre a palavra na sua língua nativa e aquela que veio depois, adivinha qual ficará guardada?

A desatenção, excesso de informação e até mesmo o envelhecimento da nossa mente também podem ser os culpados de tudo isso. Então, como garantir um aprendizado e melhoria do seu vocabulário durante o intercâmbio? Veja nossas dicas neste post!

Exercite seu inglês sempre que possível

Existem milhares de situações nas quais você pode usar seu inglês, não só para comprar café, fazer passeios turísticos ou interagir com outros intercambistas. Você pode assistir canais locais, ler jornais e revistas, fazer comentários nas redes sociais, conversar em chats ou ir ao cinema.

Além disso, você pode fazer trabalhos voluntários e participar de eventos nos quais as pessoas naturalmente precisam interagir, como uma aula de dança. São formas diferentes de absorver conteúdos e de colocar em prática seus conhecimentos, que, pode acreditar, vai aumentar bastante o seu vocabulário.

Faça amizades com estrangeiros

A ideia não é ignorar outros brasileiros, mas em vez disso, buscar conhecer e fazer amizades com canadenses ou outros intercambistas que dependam do uso do inglês para se comunicar, como franceses, italianos e outras nacionalidades.

Ou seja, não adianta viajar até o Canadá para um intercâmbio, fazer as aulas no período da manhã e depois sair com uma turma que fale somente em português, isso não vai ajudar no exercício da sua fluência no inglês, nem enriquecerá suas experiências culturais.

Não tenha vergonha de errar ou pedir ajuda

Durante as atividades curriculares ou na rotina do dia a dia, não tenha vergonha de errar, afinal de contas, aquele é o ambiente ideal para receber dicas e correções, não é mesmo? Mesmo quando estiver se relacionando com outros estrangeiros ou moradores aqui do Canadá, não tenha medo ou vergonha em dizer que precisa de ajuda ou não está conseguindo se expressar.

No geral, os canadenses são muito hospitaleiros e solícitos. Não é exagero dizer que muitos deles admiram sua atitude em buscar o aprimoramento da língua e vão adorar ajudar com suas dúvidas e ensinar expressões coloquiais.

Entenda que o dicionário é o seu melhor amigo

Quer uma leitura para levar com você em todos os lugares durante seu intercâmbio? Um bom dicionário. Seja no formato impresso, seja na versão digital, eles ajudarão a tirar dúvidas práticas. Algumas pessoas também costumam ler, pelo menos, 5 novas palavras e seus significados diariamente, então, formam frases com elas para ajudar na fixação do entendimento.

Deixe as redes sociais de lado por um tempo

Evite acessar seu Whatsapp e redes sociais que tragam conteúdos em português, seja para comunicar com outras pessoas, seja para ver suas publicações.

Além de tirar o foco dos estudos, também atrapalha uma das características desse tipo de programa que é fundamental para seu sucesso: a imersão completa na comunicação em inglês.

Pense na língua estrangeira para aumentar o vocabulário em inglês

Você não precisa interagir o tempo todo para aumentar o vocabulário em inglês. Pensar, descrever mentalmente as situações que está vivenciando e as pessoas que conheceu também ajuda na prática de memorização de novas palavras.

Por isso, quando estiver no caminho até a escola, por exemplo, pense como contaria a sequência dos fatos para outra pessoa, só que em inglês. Se surgir uma dúvida sobre qual palavra usar, use a dica anterior e acesse seu dicionário.

Se você quer aumentar o vocabulário em inglês ou em qualquer outra língua, saiba que é preciso prática constante, seja na conversação, seja na leitura. Além disso, as vivências, como intercâmbios e viagens, são mais eficientes para a fixação do aprendizado, por isso, sempre que possível, procure experiências assim.

Você já esqueceu uma palavra e, ao tentar improvisar, disse uma coisa completamente diferente? Conte para a gente nos comentários.

O Canadá é um país fascinante e com inúmeras oportunidades de turismo, passeio e aventuras, com muita diversão, conforto e segurança. As maiores cidades, como Vancouver e Toronto, são bastante acessadas e conhecidas do público. Entretanto, Kelowna, apesar de não ter os mesmos holofotes, certamente é um local que surpreende!

Vale conhecer e fazer intercâmbio em Kelowna, por várias virtudes que a cidade apresenta. A tranquilidade de não ser um grande centro se alia a outras virtudes interessantes, como o baixo custo de vida e o contato especial com a natureza bem trabalhada da região.

Um local acolhedor e amigável: assim pode ser definido Kelowna

A cidade de Kelowna localiza-se a cerca de 4 horas de Vancouver, permitindo inúmeras atividades em contato com a natureza ao ar livre, no verão e locais perfeitos para desfrutar de pistas de esqui e atividades radicais com segurança, no período do inverno, como: Big White Ski ResortApex Mountain Resort e Silver Star Mountain Resort.

No verão, os cenários são perfeitos para golfe, canoagem, ciclismo e corridas, pelos diversos cenários belíssimos, que funcionam como verdadeiros estímulos para as pessoas que estão fazendo turismo ou estudando no local.

A “Napa” canadense: assim pode ser definida Kelowna

Caso o turista tenha um gosto especial por vinhos, a cidade funciona como um autêntico paraíso. São várias vinícolas, proporcionando um verdadeiro arsenal de vinhos de qualidade extraordinária, sendo referência no país por sua tradição e excelente característica.

A cidade faz parte de British Columbia (sendo a terceira maior cidade da região), caracterizando-se realmente como uma espetacular fornecedora de vinhos de qualidade, comparada ao californiano Napa Valley, nos Estados Unidos, neste sentido.

Kelowna: vale a pena conhecer uma das melhores cidades do mundo

Com cerca de 100 mil habitantes, Kelowna é conhecida como uma das cidades com maior qualidade de vida no mundo, com belas paisagens, estruturas que funcionam e povo acolhedor.

Kelowna é cercada por vários lagos, que constroem uma natureza paradisíaca, com direito a Kelowna Moutain Brigde, uma grande estrutura turística, capaz de proporcionar imagens e fotos incríveis, especialmente por conta de suas pontes suspensas.

Custo mais baixo do que nos grandes centros canadenses

A cidade é recomendada para intercâmbio por conta do baixo custo, de modo a acolher alunos de outros países que desejam estudar no Canadá por bons preços.

Kelowna não oferece riscos comuns em cidades típicas de intercâmbio em outros países: com total segurança e conforto, a cidade oferece o que o Canadá tem de melhor, para uma educação de primeiro mundo, em todos os sentidos.

A educação acadêmica alia-se a educação familiar e ambiental, formando da cidade uma referência para todas as pessoas que desejam conhecer a essência do espírito canadense, que mostra o que se pode fazer com recursos bem administrados e bom relacionamento entre as pessoas.

Quer saber mais? Entre em contato com uma de nossas lojas no Brasil aqui.

O Canadá, além de ser um país de grande diversidade cultural e com paisagens incríveis, também é um dos lugares preferidos entre os diretores de Hollywood e de outras localidades para a produção de filmes e de entretenimento televisivo.

Você sabia que as cenas das séries “Vikings”, “Nikita” e “Once Upon a Time” são gravadas no Canadá?

Portanto, listamos cinco filmes e cinco seriados genuinamente canadenses que são sucesso em várias partes do mundo, inclusive entre os brasileiros. Confira!

Filmes

Enemy (O Homem Duplicado)

O homem duplicado

Filme de suspense com produção canadense e espanhola, “Enemy” conta a história de um professor que descobre a existência de um ator que é seu clone, o que gera muitas situações de conflito e drama para ambos os personagens interpretados por Jake Gyllenhaal.

Two Lovers and a Bear (Dois Amantes e um Urso)

Lucy e Roman embarcam em uma jornada que mudará para sempre suas vidas. Essa viagem pelo Polo Norte, mas do que uma mudança de localização, será o encontro que eles terão com algo ainda desconhecido, dando origem a uma trama inquietante e repleta de suspense.

Into the Forest

Into to the forest

O filme é de suspense e narra a história de duas irmãs que vivem em uma floresta após todo o continente ficar sem energia elétrica. Nesse cenário de isolamento, elas precisarão vencer a fome, a solidão e diversos outros perigosos e ameaças caso queiram permanecer vivas.

Remember (Memórias Secretas)

remember

Lançado em 2016, “Remember” é um drama que tem como plano de fundo as consequências drásticas da Segunda Guerra Mundial para a família de Max Zucker. Zev, um idoso de 80 anos, parte em busca de um guarda nazista responsável pela morte de várias pessoas, mas em sua jornada, terá de vencer outros obstáculos que o tempo faz questão de nos impor.

Tom a la Ferme (Tom na Fazenda)

Tom a la Ferme

Com a morte do namorado, Tom entra em estado de depressão e vive um dilema ao ter que esconder sua verdadeira identidade. Os pais de Guillaume não sabiam de sua orientação sexual, e Tom, devastado pela perda de seu amor, sentirá na pele a dor que a opressão é capaz de causar.

Seriados

Rookie Blue

Rockie Blue

A série de gênero policial estreou em 2010 e mostra a rotina de cinco policiais que dividem dramas e conquistas no exercício de suas obrigações.

Apesar de ter sido cancelada em sua 6ª temporada (2015), “Rookie Blue” ainda é muito popular entre os canadenses, tendo registrado incríveis índices de audiência para a Global Television Network.

Murdoch Mysteries

Murdoch

O primeiro episódio de “Murdoch Mysteries” foi ao ar em 24 de janeiro de 2008 pelo canal canadense CBC Television.

A série, classificada como drama-crime, conta a história de um inspetor policial que precisa desvendar os crimes mais improváveis da cidade, registrando o uso de conceitos tecnológicos em pleno século XVIII.

Orphan Black

Orphan Black

Uma série fantástica para quem gosta do gênero ficção científica, “Orphan Black” é baseada na história de Sarah, uma mulher que descobre que sua identidade foi clonada em um momento muito conturbado de sua própria vida.

O primeiro episódio da última temporada da série será exibido em 10 de junho de 2017, sendo uma produção compartilhada pela Space (emissora canadense) e a BBC America, dos Estados Unidos.

Saving Hope

Saving Hope

Transmitida pela CTV, “Saving Hope” é uma série de drama sobrenatural e tem como personagem principal o cirurgião Charlie Harris, chefe do Hospital Hope-Zion que, após entrar em coma, começa a duvidar de sua própria existência, enquanto sua esposa e colegas de trabalho tentam salvar sua vida a todo custo.

Heartland

A história de “Heartland” é um drama familiar vivenciado pelas irmãs Lou e Amy, que lutam contra inúmeras dificuldades para salvar a vida de cavalos e manter vivo o sonho da mãe que morreu em um acidente de carro.

Grande parte das cenas foi gravada em Alberta, nas proximidades de “High River”, sendo o restante em um estúdio localizado em Calgary.

Gostou da lista?

Confira mais conteúdos exclusivos acessando nossos artigos!

O sistema de ensino no Canadá é diferente do Brasil. Lá, o ensino é monitorado pelas províncias e os órgãos internos. Conheça algumas características do ensino no país:

  • A escolaridade é obrigatória em todas as províncias e a idade varia entre 5 a 7 anos e 16 a 18 anos, dependendo da subdivisão;
  • O Canadá é um país com duas línguas oficiais, o Inglês e o Francês.
  • Na província de Quebec, o idioma oficial é o francês.

Canadá x Brasil: diferenças dos sistemas educacionais

1 a 3 anos: Creche

Ao contrário do Brasil, no Canadá existem apenas creches privadas esta faixa etária, conhecidas como Daycare/ Garderie, que podem ser subsidiadas pelo governo provincial caso a criança seja cidadã canadense e a família seja considerada de baixa renda. Os preços variam por província (de 800 a 1500 dólares canadenses, aproximadamente).

4 a 5 anos: Pré-Escola

Assim como no Brasil, nesta faixa etária o sistema de ensino no Canadá já proporciona escolas públicas. Porém, não é obrigatório matricular uma criança desta faixa etária. As crianças dessa faixa etária podem continuar no daycare ou ficar em casa, caso o pai ou a mãe não trabalhe.

6 a 11 anos: Escola Primária

É o equivalente ao nosso ensino Fundamental do Brasil. No Canadá,  a obrigatoriedade de ingressar na escola começa nessa faixa etária. As Elementary School são públicas e em período integral. O ensino é de qualidade e a criança deve ser matriculada numa escola da região onde mora.

Para filhos de imigrantes recém-chegados, existe um acompanhamento inicial diferenciado para ajudar na integração e aprendizado da língua. Existem opções de escolas tradicionais, escolas vinculadas a uma religião e também as chamadas “escolas alternativas” onde o método de ensino mescla a educação tradicional com atividades artísticas e colaborativas. Os pais podem escolher.

12 a 17 anos: Secundário

É equivalente ao nosso Ensino Médio e chama-se High School. Pode ser subdividido, em algumas províncias, entre Middle School (ou Junior High School) e High School.

Existem escolas privadas, mas o ensino continua gratuito (para canadenses) e obrigatório. As escolas secundárias oferecem muitas opções para quem já possui uma orientação profissional, pois os alunos podem escolher as matérias que mais os interessem, além de atividades extracurriculares como esportes, estudos direcionados, música, teatro, serviço voluntário para a comunidade e participação política.

Veja mais em High School no Canadá.

College (CEGEP em francês)

Este termo gera um pouco de confusão. O College não é equivalente ao nosso antigo Colegial. O College é o equivalente aos nossos primeiros 2 anos de faculdade ou um “tecnólogo” no Brasil. Isto é, um curso de ensino superior. O College não é gratuito e possui instituições públicas e privadas.

Entenda como funciona o College no Canadá e quais os pré-requisitos.

Universidade

Os cursos em universidade não são gratuitos, porém são semelhante `às instituições no Brasil em questões de padrões acadêmicos. Isto é, quem cursa universidade pode optar por continuar seus estudos em Mestrado e Doutorado e seguir carreira acadêmica. No Canadá, a Universidade dura 3 a 4 anos. Acesse a lista das mais importantes.

Existem muitas possibilidades para estudar no Canadá. Escolha aqui o curso perfeito para você aqui.

Conhecer outro país é uma das experiências mais marcantes na vida de muitas pessoas. Trata-se de memórias que você levará para o resto de sua história. Uma maneira viável e inesquecível de passar por esse processo é por meio de um intercâmbio no Canadá.

Muita gente fala que esse é um ótimo país para se visitar e morar, mas você sabe o porquê disso? A seguir vamos falar sobre como é o processo para você já ir se preparando para quando chegar a sua vez! Continue a leitura!

Aprenda duas opções de idioma

Ao contrário do Brasil, no Canadá existem duas línguas oficiais locais. Apesar da maior parte do país falar inglês, tem uma boa parcela da população que se comunica em francês, principalmente em Quebec e em seus arredores.

Diferente da maioria dos intercâmbios, essa é a chance de você entrar em contato com duas outras línguas, tornando a experiência muito mais enriquecedora.

Trabalhe e aproveite ainda mais a experiência

Além do estudo de outras línguas, você pode também conseguir um trabalho temporário enquanto estiver lá. Essa é uma forma interessante de juntar algum dinheiro para pagar parte dos custos da sua viagem. Você também pode usar esse valor para fazer compras e aproveitar os ótimos preços locais.

Além disso, trabalhar quando você fizer intercâmbio é uma ótima maneira de mergulhar na cultura local e de treinar bem os idiomas.

Conheça as belezas naturais do país

O Canadá é um país extenso com uma fauna e flora muito diferente da nossa. É a sua oportunidade de entrar em contato com cenários únicos no mundo formados ao redor do clima frio.

Se você gosta de aventuras, é uma boa hora para se arriscar escalando as montanhas geladas ou até mesmo praticar o esqui. Em toda a sua extensão existem cartões postais mundialmente famosos como as Cataratas do Niágara, um belíssimo conjunto de cachoeiras retratados em inúmeros filmes e séries norte-americanas.

Com sorte e empenho você pode até mesmo ir ao extremo do país e ter a chance de ver ao vivo o espetáculo único da aurora boreal.

Desfrute da receptividade e hospitalidade locais

Os canadenses são mundialmente conhecidos por sua educação e cordialidade. Ao contrário de outros países no mundo, eles dão grande valor aos estrangeiros e visitantes. Nós brasileiros somos especialmente queridos pelos canadenses. Pode ter certeza de que você será muito bem recebido!

Além disso, existe respeito e tolerância grande no país com relação à diversidade e diferentes formas de expressão cultural. É a sua oportunidade de entrar em contato não só com os costumes locais, mas também de conhecer uma extensa variedade de pessoas e culturas do mundo todo que se reúnem por lá!

Que tal saber mais sobre o Canadá de quem pode falar com propriedade? Veja aqui os depoimentos de pessoas que passaram pelo intercâmbio no Canadá e que viveram experiências únicas nesse período!

Como você pode ver, o intercambio é uma grande chance de criar momentos inesquecíveis e de mudar radicalmente sua história. Portanto, comece já a se planejar! Uma viagem como essa pode estar mais próxima do que você imagina.

Gostou das nossas dicas? Escreva um comentário aqui no post, entre na discussão e se informe ainda mais sobre esse país tão incrível!

Quem se prepara para estudar no Canadá normalmente fica curioso para saber como será a alimentação durante o intercâmbio. Essa, sem dúvidas, é uma das características mais interessantes a observar, pois as refeições são bem diferentes de um país para outro.

Para que você satisfaça a sua curiosidade e se prepare para comer por aqui, elaboramos este artigo com informações sobre os hábitos alimentares dos canadenses. Continue a leitura para conferir todos os detalhes!

Café da manhã (Breakfast)

Os canadenses costumam caprichar no café da manhã, e essa refeição pode ser encontrada em duas variações: o continental breakfast e o american breakfast. No primeiro você encontrará leite, pães, cereais, iogurtes e, claro, bagels e frutas.

Já no american breakfast o cardápio é realmente parecido com o dos americanos: tem mais itens quentes, como cafés ou chás, e também inclui ovos mexidos, panquecas, bacon, pão torrado, geleia, salsicha e waffles.

Um grande diferencial é que os pães, as panquecas e os waffles normalmente são regados com Maple Syrup, um xarope feito da árvore canadense Maple.

Café da manhã e almoço (Brunch)

O brunch (breakfast e lunch) é justamente isso: a junção de café da manhã com almoço. Geralmente é realizado aos domingos, feriados e datas comemorativas, entre 10h e 14h. Os canadenses aproveitam essa refeição para reunir familiares e amigos.

O cardápio pode incluir ovos, bagels, muffins e uma variedade de pratos. Diversos restaurantes fazem promoções de brunch aos finais de semana, e muitas pessoas aproveitam a oportunidade para frequentar esses estabelecimentos.

Em alguns diners (restaurantes típicos dos EUA) você também encontra brunch em todos os dias da semana, em qualquer horário.

Almoço (Lunch)

No almoço os canadenses comem menos e apostam em alimentos mais leves como sanduíches, snacks e frios. Alguns optam por comer em fast foods que servem pizza, hambúrguer, coxas de frango fritas, cachorro-quente e outras iguarias não tão saudáveis. Elas são mais baratas que a comida “fresh” (fresca), mas é importante evitar excessos.

É comum que os canadenses levem o almoço para o trabalho ou escola — especialmente crianças, pois elas estudam em período integral e, na maioria das escolas, precisam levar suas próprias marmitas. Esse pode ser um bom hábito para você adotar em sua alimentação durante o intercâmbio.

Jantar (Dinner/Supper)

O jantar no Canadá é parecido com o almoço do brasileiro, pois é bem reforçado. O diferencial é que ocorre mais cedo, normalmente às 18h. Por ser uma país formado por imigrantes, é quase impossível generalizar qual é o jantar típico canadense, pois se uma casa é de imigrantes asiáticos, por exemplo, naturalmente a comida será mais no estilo asiática, e assim é com outras culturas.

De qualquer forma, a base costuma ser batata assada, cozida ou frita — se você gosta desse alimento, vai adorar comer no Canadá. Vários legumes e verduras também fazem parte do cardápio, incluindo cenoura, aspargos, brócolis, alface, tomate, pepino, repolho e aipo. O arroz também pode fazer parte do cardápio de algumas casas, mas não da mesma forma que no Brasil. Já o feijão, no geral, costuma ser servido quando o jantar é com cardápio de tema mexicano. A comida grega é popular entre os brasileiros, porque o prato típico costuma incluir arroz, batata assada, uma carne (vermelha, frango ou cordeiro) e salada de tomate, pepino e azeitona.

Apesar da boa produção de carnes na província de Alberta, o canadense costuma comer uma quantidade de carnes menor que a do Brasil, pois aqui tanto a carne vermelha quanto o frango são mais caros. Além disso, a quantidade de vegetarianos no Canadá é grande, e há receitas bem populares, como wraps e bolinhos de vegetais.

Há várias opções de feiras, supermercados e delivery de comidas de todos os tipos e naturalidades, inclusive vegetariana e vegana.

Bebidas e Frutas

As bebidas e as frutas são consumidas em várias refeições. Com relação aos líquidos, os mais comuns são os sucos e refrigerantes industrializados, além da cerveja e do vinho. É bem raro encontrar sucos naturais. Normalmente eles são vendidos em lojas e quiosques especializados em vitaminas.

As frutas você consegue facilmente e com preço acessível, incluindo maçãs, morangos, framboesas, cerejas, blueberries e bananas. As variedades tropicais brasileiras costumam ter preço considerável.

Se você sentir saudade das comidas típicas do Brasil, pode encontrar um restaurante que faça pratos especiais, incluindo arroz e feijão. Também existem supermercados brasileiros, embora não sejam tão fáceis de encontrar.

Outra opção é encomendar itens específicos pela Internet. Só não espere encontrar os mesmos preços do Brasil, pois aqui eles serão produtos importados.

O ideal é aproveitar a experiência para conhecer os sabores do Canadá por meio da alimentação durante o intercâmbio. No final das contas, você perceberá que degustar diferentes pratos será útil para compreender e participar da cultura local, o que é extraordinário!

Falando em conhecer os sabores canadenses, descubra agora quais são as comidas mais famosas desse país!

As bicicletas estão por toda parte no verão em Vancouver. Veja nesse post como fazer para se cadastrar, cuidados que você deve tomar e outras informações importantes para pedalar por aqui.

Em Vancouver foi inaugurada em 2016 a primeira etapa do Projeto Mobi. A cidade de Vancouver possui ciclovias por quase todas as ruas, são mais de 270 quilômetros de ciclovia. Por ser uma região mais quente, os vancouverites utilizam bicicleta quase o ano todo. Seja para ir trabalhar, estudar, passear e fazer compras. Você encontra lugares para estacionar as bicicletas mas deve sempre usar corrente e cadeado. Ônibus e metrôs também permitem o transporte de bicicletas em horários específicos, facilitando trajetos longos.

As ciclovias de Vancouver são excelentes. Veja o mapa aqui. Você economiza dinheiro, mantêm a saúde em dia e de quebra curte os visuais mais bonitos do Canadá.

Itens e Informações importantes:

  • sinalizador branco na frente e vermelho na traseira são obrigatórios
  • você deve parar todo sinal de pare,
  • capacete é obrigatório,
  • a velocidade máxima é de 15 KM/h,
  • respeitar a sinalização (mesma sinalização dos veículos)

Para os visitantes, alugar uma bicicleta e uma boa pedida. Você aluga uma bicicleta por hora ou por dia, principalmente perto de praias e parques. Aproximadamente CAD 6 dólares a hora e CAD 20,00 a diária .

> Vancouver Cycling Map – EAST aqui

> Vancouver Cycling Map – WEST aqui

Leia também, Os parques mais famosos do Canadá.

Este site utiliza cookies. Ao continuar navegando neste site, você concorda com nossa Política de Privacidade e com a utilização de cookies para melhorar sua navegação.