Do idioma à imigração
Pesquisar
Close this search box.

Vida canadense

Blog Morar no Canadá: sejam bem-vindos!

Sem dúvida, algumas das lembranças mais marcantes de qualquer viagem são as pessoas que conhecemos nela. No caso do intercâmbio, esses encontros costumam ser ainda mais significativos, especialmente se temos a chance de fazer amigos estrangeiros.

Verdadeiras amizades são criadas nessas circunstâncias — relacionamentos que, muitas vezes, acabam por durar por muitos anos, não se restringindo apenas a aquele momento da viagem. Na verdade, a própria situação de morar em outro país já é bastante favorável para que isso aconteça.

Pensando nisso, neste post vamos te ajudar a se preparar para que esses relacionamentos com pessoas de outra cultura aconteçam da melhor forma possível! Continue lendo e confira alguns toques fundamentais para aproveitar tais encontros e preservar os seus amigos estrangeiros:

Pesquise sobre o seu país de destino

Não custa nada aprender um pouco sobre o país em que você residirá por algum tempo. Hoje, por meio de rápidas pesquisas na internet, você já consegue acesso a uma infinidade de informações úteis sobre o país em questão.

Além de ser uma maneira de se preparar para a viagem, essa também é uma ótima forma de ser bem-visto pelos locais! Afinal, ao conhecer essa cultura nova você mostra certo respeito com o lugar para onde está indo.

Observe o ambiente ao seu redor e aprenda

O intercâmbio é uma experiência muito marcante. Nele, você conhecerá várias pessoas novas e viverá situações muito diferentes em seu cotidiano. Aproveite os primeiros momentos para observar bastante, entendendo como funciona o ambiente em que você está inserido.

Por outro lado, não precisa ter receio de aproximar das pessoas e criar conexões! Mesmo que tudo pareça um pouco confuso no início, depois dos primeiros dias você, certamente, estará mais seguro para interagir com os outros e criar laços.

Respeite as diferenças entre as culturas

É desnecessário dizer que você estará em um ambiente bastante diferente do seu, certo? Pois algumas coisas que são normais para um brasileiro podem ser completamente estranhas para um estrangeiro. E, muitas vezes, nem estamos atentos nisso.

Por exemplo, no Canadá todo mundo tira o sapato ao entrar na casa, mesmo as visitas. Ao andar na escada rolante, é comum se posicionar do lado direito, se você vai ficar parado, para que as pessoas que estão com pressa passem pelo lado esquerdo. É fundamental, portanto respeitar aquilo que é incomum ou anormal para você. Até porque, em um contexto de intercâmbio, é normal que você conheça não só pessoas do país em questão, mas também de muitas outras nacionalidades.

Então, de modo geral, procure ser tolerante e respeitoso com as diferenças. Sem dúvida, essa é uma maneira de crescer enquanto pessoa e de formar amizades ainda mais sólidas!

Tenha amigos brasileiros e estrangeiros

Outra questão comum quando se trata de intercâmbio diz respeito a manter, ou não, amizades com brasileiros. Mas o mais importante é que você não deixe de se relacionar com pessoas locais e aprender com elas.

Não é necessário excluir os brasileiros do seu convívio, só não restrinja o seu circulo de relações a eles.

Esteja aberto ao novo

Por último, lembre-se de viver tudo com leveza e de coração aberto. Algumas pessoas ficam um pouco acanhadas de falar em outros idiomas, com medo de errar. Mas esse é um terrível engano — afinal, só é possível aprender outra língua com erros e a prática constante.

Com certeza, você cometerá alguns equívocos, mas isso faz parte do processo. Inclusive, muitas nacionalidades são altamente receptivas e hospitaleiras com estrangeiros, como é o caso do Canadá.

Enfim, lembre-se de que o intercâmbio é um contexto cheio de pessoas dispostas a interagir e a criar laços. Muitas vezes, você fará amigos estrangeiros que manterão o contato por vários anos! Por isso, fique atento a essas dicas e aproveite o máximo dessa experiência única!

E aí, está pronto para fazer amigos através do intercâmbio?

Está chegando o final dos estudos no Canadá, mas você quer estudar mais. O que fazer? Para continuar no país, você deve pedir para renovar o visto canadense.

Para fazer essa renovação do visto de estudante, você deve seguir alguns processos. Continue lendo esse texto e saiba como solicitar!

O que é necessário para a renovação do visto?

Pedir a renovação ou a extensão do visto é igual a fazer sua solicitação. Você pode realizar o procedimento pela internet, o que facilita o seu processo, ou enviar pelo correio.

Para realizar o pedido via internet, você deve entrar no site do Citizenship and Immigration Canada, a imigração do país, e baixar todos os formulários necessários. Depois, você deve enviar os documentos e formulários solicitados.

Quais são os documentos necessários?

Quando você for solicitar a renovação do visto, deverá mostrar para o governo os motivos pelos quais deseja continuar no Canadá. Em conjunto, você deve enviar a documentação necessária.

Confira a lista de documentos que fizemos para você:

• uma carta explicando os motivos pelos quais você quer renovar o seu visto;

• documento de identidade (cópia das páginas do passaporte com a data de expedição e vencimento, nome, data de nascimento, carimbo com a data especificando até quando você pode ficar no país);

• comprovante que você pode se sustentar no Canadá (apresentar o extrato bancário, número da conta e cartão de crédito). Caso você seja dependente financeiramente de alguém, você deve apresentar uma carta do responsável — informando que você é dependente — junto com os comprovantes da condição financeira;

• cópia da passagem de retorno ao Brasil ou uma carta que especifique os detalhes de como e quando você pretende voltar.

Você também deve pagar uma taxa de renovação de visto, e enviar o comprovante de pagamento junto com a documentação.

Existe prazo para fazer essa solicitação?

Você deve ficar atento à data em que o seu visto vai vencer, pois a solicitação de renovação deve ser feita antes do término do prazo. Afinal, o governo não pode renovar algo que não existe.

Caso o seu visto termine e você já tenha enviado a documentação, você pode ficar no país legalmente até receber a resposta.

Se o seu visto venceu, você pode pedir a restauração de visto, que deve ser feita até 90 dias após o vencimento. Nesse caso, o valor da taxa é diferente e você deve escrever na carta que reconhece o seu erro, mas que deseja continuar no país.

Quem pode solicitar essa extensão?

A renovação do visto varia de acordo com o tipo de permissão. Quem está na condição de estudante ou trabalhador pode solicitar a renovação. Para isso, o candidato deve comprovar que está em um novo tipo de programa.

Nessa situação, se você for estudante, deve comprovar que vai continuar estudando para pedir que o visto seja renovado. Já se você está trabalhando no Canadá, deve apresentar a documentação que comprove sua permanência no emprego por mais tempo.

Esse é o passo a passo para quem quer renovar o visto canadense. Se você tem alguma dúvida, pode procurar a ajuda de uma agência especializada para lhe ajudar. Quer saber mais? Entre em contato conosco e confira mais informações!

O ano de 2017 será muito especial para a comunidade canadense, pois o Canadá completará 150 anos da assinatura do Ato Constitucional (1867), que unificou as três colônias iniciais do país (Nova Escócia, Nova Brunswick e a Província do Canadá) e que estabeleceu a formação do Governo que, a partir de então, passaria a controlar a economia e a política do Canadá.

Mais: A História completa do Canadá – Parte 1

O Canada Day é celebrado no primeiro dia do mês de julho, mas o país já possui uma extensa programação de shows, eventos culturais e exposições que deixarão esse momento registrado para sempre na história do Canadá,um dos destinos preferidos dos brasileiros quando se fala em estudo e trabalho no exterior.

Confira agora uma lista com as principais atrações que estão confirmadas para a comemoração do aniversário do Canadá:

5 eventos em comemoração dos 150 anos do Canadá

As celebrações dos 150 anos do Canadá acontecerão em 19 centros urbanos durante todo o ano de 2017.

Separamos 5 eventos que vão agitar as principais cidades, territórios e províncias do país:

Ottawa: na capital do país, a grande expectativa é o evento que acontecerá no dia primeiro de julho, com a presença dos líderes do governo e com a realização de uma cerimônia que espera milhares de pessoas vestidas com as cores da bandeira do país (vermelho e branco).

O Museu de História do Canadá terá atividades especiais nesta data, com jogos, performances e muito mais para toda a família. No “Major’s Hill Park”, que fica localizado no coração de Ottawa, estão previstas apresentações culturais e shows que contarão as principais conquistas do país em seus 150 anos de história.

Veja nosso artigo sobre a cidade de Ottawa

vancouver

Vancouver: é a maior cidade do Canadá e a principal comemoração do aniversário do país será uma parada que percorrerá a região central nos dias 1 e 2 de julho.

A noite, uma grande queima de fogos celebrará a independência do país com shows de diversos artistas canadenses durante o dia todo.

Veja nosso artigo sobre a cidade de Vancouver

Toronto: No Canada Day, Toronto realizará o “Multicultural Canada Day Celebration – Celebrate Canada 150”, com paradas que celebrarão a diversidade cultural do país, além de performances livres de grupos de todas as regiões do Canadá. Um bolo de aniversário será servido ao público participante.

Veja nosso artigo sobre a cidade de Toronto

Montreal

Montréal: os eventos em comemoração ao aniversário de 150 anos do Canadá em Montréal terão início às 11:00h com uma cerimônia de abertura marcada pela saudação oficial das Forças Armadas do Canadá, tendo na sequência as manifestações culturais nas ruas, as apresentações musicais e o encerramento às 23:00h com fogos de artifício em pleno Old Port, um dos lugares mais fascinantes da cidade.

Veja nosso artigo sobre a cidade de Montreal

QuebecQuébec: os 150 anos do Canadá serão celebrados em duas regiões de Québec: no “Dufferin Terrace” e no “The Plains of Abraham”, ambos com muitas atividades, cerimônias, entretenimento e perfomances programadas para todo o dia primeiro de julho.

Veja nossa postagem sobre a cidade do Quebec

Uma das ações mais interessantes será a exibição de exposições no Plans of Abraham Museum, que contarão toda a evolução da comunidade canadense e das conquistas do país antes mesmo de sua indepedência, além das manifestações da cultura francesa no Canadá.

A tradicional queima de fogos começará às 22:00h. (Veja como foi a celebração de 2016)

Outra informação importante é que todos os parques nacionais do Canadá poderão ser visitados e terão entrada gratuita durante o ano de 2017, sendo esta uma determinação do presidente Justin Trudeau anunciada no ano passado.

Para mais informações, clique aqui e consulte a programação completa de eventos em comemoração aos 150 anos do Canadá nos outros centros urbanos relacionados pelo Governo do país.

Continue acompanhando nosso blog para mais informações e venha comemorar o Canada Day com a gente!

Exatamente como no Brasil, assim que a mãe descobre que está grávida, ela procura um médico para fazer o acompanhamento, mas o Canadá possui algumas particularidades.

Ter um filho no Canadá pode ser uma experiência bem interessante. Este post é para dizer a você, futura mãe ou futuro pai, que calma, vai dar tudo certo!

Em primeiro lugar, vamos considerar que no seu caso você possui um visto com duração acima de 6 meses (estudo e/ou trabalho), que te dá o direito ao sistema de saúde público, pois caso contrário você terá que arcar com todas as despesas de consulta e o parto, já que os seguros-saúde particulares geralmente só dão direito a atendimento de emergência a grávidas. O preço total de um atendimento pré-natal e parto pode variar muito de acordo com a província e a saúde de mãe e do bebê; mas o parto, por exemplo, pode custar entre 20 e 50 mil dólares canadenses, dependendo das condições e do tempo que mãe e filho ficarão no hospital.

Pré-Natal no Canadá

O sistema de saúde canadense é baseado no médico de família, que é uma espécie de clínico geral responsável por cuidar da saúde de seus pacientes ao longo da vida, indicando-os a especialistas quando necessário. As grávidas costumam então ser indicadas a um obstetra ou uma parteira (midwife) – a escolha do tipo de profissional é da mãe.

O papel da parteira no Canadá é muito importante e não está ligado ao conceito de ter parto natural ou em casa. A parteira realiza o parto no local escolhido pela mãe. Caso uma cesárea seja necessária, ela será feita por um obstetra do hospital, mas a parteira acompanhará o processo. A diferença entre os dois é que o atendimento da parteira é um pouco mais pessoal, mais parecido com os médicos brasileiros, enquanto que o obstetra é mais técnico e conversará somente o essencial com a mãe. Uma consulta com a parteira dura em média de 30 a 60 minutos, enquanto que a consulta com o obstetra dura em média de 10 a 15 minutos. A mãe deve escolher entre o obstetra e a parteira e todo o acompanhamento estará coberto pela saúde pública. Caso a mãe queira contratar uma doula, deverá pagá-la diretamente.

Com relação aos exames, os de acompanhamento de sangue e urina são basicamente os mesmos, mas o número de ultrassons feitos no Canadá é relativamente menor do que a quantidade de exames feitos no Brasil. Aqui, alguns médicos oferecem somente um ultrassom entre 10 e 14 semanas para detectar a idade do bebê e checar seu desenvolvimento, e outro entre 18 a 20 semanas para checar o bebê e possivelmente descobrir seu sexo. Se mãe e bebê estiverem saudáveis, não há ultrassom no terceiro semestre. A mãe pode, é claro, pagar por um ultrassom à parte, que custa entre 200 e 300 dólares canadenses.

O parto

Seguindo a orientação da Organização Mundial de Saúde, os canadenses consideram que todo parto deve ser normal, a não ser que haja um problema de saúde que exija uma cesariana. Diferente do que ocorre no Brasil, dificilmente um médico canadense aceita agendar uma cesária em uma gravidez que não possui riscos. A não ser que haja um impedimento na saúde da mãe ou do bebê, este deverá nascer naturalmente, a não ser que atinja o marco de 41 ou 42 semanas, quando o parto poderá ser induzido pelo médico. A anestesia peridural é utilizada normalmente, embora algumas canadenses optem pelo parto natural sem intervenções. No geral, mãe e bebê ficam juntos no mesmo quarto o tempo todo após o nascimento.

Amamentação

As mães canadenses são estimuladas a amamentarem seus filhos normalmente e a maioria dos hospitais oferece, sem custo, a consultoria de especialistas em amamentação ou enfermeiras com experiência no assunto. Os hospitais contam com bombas elétricas para estimular a descida do leite e esses equipamentos também podem ser alugados ou comprados em lojas de departamento.

Cidadania

De acordo com o governo canadense, não é proibido por lei mães estrangeiras darem à luz em território canadense. O bebê será um cidadão canadense normal, com todos os direitos e deveres. Os pais, entretanto, não se tornam canadenses com o nascimento de um filho.

Assim que um bebê nasce e os pais recebem o documento de nascimento do hospital, o bebê deve ser registrado. O prazo, entretanto, varia de província para província. Em Vancouver, que fica na província de British Columbia, e em Toronto, que fica na província de Ontario, os pais têm até 30 dias para fazer o registro, que é gratuito, pela internet. A certidão de nascimento chega pelo correio em cerca de uma semana. Já a província de Manitoba, por exemplo, exige que o bebê seja registrado em até 5 dias após o nascimento ou antes mesmo de sair da maternidade.

Filhos de brasileiros que nascem no Canadá possuem direito à dupla cidadania. A certidão de nascimento brasileira é gratuita e o passaporte brasileiro custa 180 dólares.

Licença-maternidade

No Canadá, a licença-maternidade tem duração de 52 semanas, ou um ano, e é elegível a todas as mães que acumularam pelo menos 600 horas de trabalho em um emprego, pagando pelo Employment Insurance, ou EI – uma espécie de INSS canadense.

O direito é válido para mães biológicas, adotivas ou mães de aluguel, autônomas e empreendedoras, contanto que tenham pago o EI. É interessante que no Canadá a licença-maternidade pode ser dividida com o pai, mas não acumulada. Por exemplo, é possível que a mãe fique de zero a seis meses com o bebê e o pai de seis meses a um ano. Durante o período da licença, o EI paga o equivalente ao salário do aplicante. O valor varia de caso a caso, sendo que a média é de que o EI pague 55% do salário, com um teto de 537 dólares canadenses por semana. Dependendo do tempo de empresa, o empregador pode pagar o valor restante para completar 100% do salário mas isso não é obrigatório por lei e deve ser conversado.

Gostou deste post? Siga nosso perfil no Facebook, Instagram e LinkedIn e tenha acesso a outras informações de qualidade sobre o Canadá!

Montreal é uma cidade incrível, localizada no leste do Canadá e a mais populosa do Quebec, com mais de 3 milhões de pessoas, sendo que a maior parte delas tem o francês como seu idioma número 1.

A cidade é um dos destinos turísticos mais importantes do país e da América do Norte, bem como um excelente local para um intercâmbio de qualidade, com características multiculturais riquíssimas e educação, verdadeiramente, de primeiro mundo.

Quer saber mais? Então é só seguir lendo abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=XKLcNc9mMcE

Metrópole, com povo festivo e várias atrações culturais

A cidade de Montreal é foco das maiores atrações culturais do mundo, especialmente pela proximidade com outras cidades canadenses importantes, como Toronto, além da proximidade relevante com Nova Iorque.

Conhecida antigamente como Ville-Marie (hoje, nome de um bairro), a cidade oferece inúmeras possibilidades, especialmente no centro, com praticamente 100 mil pessoas apenas neste bairro, sendo a maioria composta por adultos solteiros e estudantes, além de muitas lojas, bares e restaurantes de qualidade.

No inverno, a cidade traz consigo uma atração no mínimo curiosa: uma espécie de cidade subterrânea, com mais de 30 quilômetros de estruturas que fazem conexão com os principais pontos da cidade, com direito a 15 estações de metrô e acesso para as grandes universidades da cidade.

 

International Quartier: uma incrível fonte de inspiração moderna

Um local fantástico, com arquitetura encantadora e planejamento urbanístico incrível: assim é o International Quartier, um dos locais mais impressionantes do país, não apenas da cidade. Montreal tem uma área revitalizada que é de encher os olhos! Um local inspirador que precisa ser visitado por todos que fazem intercâmbio no Canadá.

By Google

 

Rue Saint Catherine: melhor local para compras

O setor conta com um conjunto de shoppings e lojas de qualidade, com direito a visitas a grandes museus, como o Museu de Artes Contemporâneas. Esse é um passeio completo com parques, centros culturais, restaurantes, cinema e shoppings. Muita cultura em meio a muitas lojas.

 

Old Montreal

Esta parte da cidade ficou caracterizada a partir dos séculos XVIII e XIX, com muitas características marcantes, especialmente sob o ponto de vista arquitetônico e também cultural. É uma área que extrai o melhor do frances/canadense.

Arquitetura, gastronomia e eventos culturais.

 

Por que Montreal vale a pena para brasileiros?

A cidade possui uma qualidade de vida extraordinária, sendo uma das melhores do mundo neste quesito. Uma população muito educada e um local perfeito para brasileiros que queiram se expandir culturalmente.

As universidades localizadas na cidade são muito boas, sendo a Universidade de Montreal a maior comunidade com idioma francês do planeta, superior até a universidades francesas.

O custo de vida na cidade é muito inferior a outros grandes centros. Além disso Montreal se destaca por oferecer diversos serviços públicos de qualidade acima da média se comparada com Nava Iorque, Londres, dentre outras cidades famosas de primeiro mundo.

Em 2017, Montreal foi eleita a melhor cidade do mundo para estudantes, de acordo com QS World University Rankings.

 

Um verdadeiro banho cultural de excelência

Viver em Montreal, nem que seja por alguns meses, é uma experiência espetacular, seja por conta de todos os fatores considerados no texto, mas principalmente pelo convívio multicultural. Existem pessoas de praticamente todo o planeta na cidade, fazendo com que a mistura e a integração entre as pessoas se destaque ainda mais.

A grande maioria da população fala dois idiomas, sendo o francês e o inglês predominantes. Mas se você perguntar de onde as pessoas são, provavelmente irão dizer que são estrangeiros. Por isso é possível se expressar em várias línguas pela cidade e acima de tudo receber a hospitalidade das população de Montreal.

Montreal é o local muito indicado não só por ser a melhor cidade do mundo para estudantes, como citado acima, mas por ser uma explosão multicultural por um preço bastante acessível.

 

Veja também:
Bares de Montreal
Intercâmbio em Montreal
Montreal para crianças
Leste do Canadá

Se você está pensando em estudar fora do país, mas ainda está em dúvida sobre o destino, que tal considerar a possibilidade de um intercâmbio para Toronto? A cidade tem muito a oferecer aos estudantes estrangeiros, em termos de aprendizado, cultura e qualidade de vida.

Ficou interessado? Então acompanhe e descubra por que você deve fazer um intercâmbio para Toronto!

Cidade multicultural

Toronto não é a capital do Canadá (posto que cabe à Ottawa), mas é sua cidade mais importante. Sempre foi conhecida como uma das metrópoles mais multiculturais do mundo. Afinal, 51% de sua população é composta por imigrantes, que se dividem em nada menos do que 230 nacionalidades diferentes!

Toronto é uma das cidade mais diversificada do mundo, além da alta porcentagem de pessoas de outras nações,  a qualidade de vida dos imigrantes é boa e eles são bem acolhidos na cidade canadense.

Assim, Toronto abraça diferentes culturas, e é normal encontrar indianos, orientais, sul-americanos, ingleses pelas ruas, e se deparar com bairros de imigrantes, como Chinatown e Greektown.

Fazer um intercâmbio é uma oportunidade ótima para novas experiências e para “abrir a cabeça”. Toronto (assim como outras cidades canadenses) é ideal para isso, pois te permite viver diferentes culturas em um só lugar!

Boas escolas

Uma boa experiência de intercâmbio pede ótimas escolas, não é mesmo? Pois em Toronto você terá acesso a um sistema educacional de qualidade em todos os níveis.

As escolas secundárias (12-17 anos) de Toronto seguem o alto padrão estabelecido no Canadá: seja em instituições públicas ou privadas, a educação é primorosa e inclui atividades extracurriculares como esportes, música, teatro e serviço voluntário. Além disso, os diplomas de Ensino Médio são reconhecidos em todo o mundo.

No caso do ensino superior, Toronto apresenta uma estrutura de primeiro mundo, com três universidades: a Universidade de Toronto, a York University e a Ryerson University. Todas elas possuem cursos e pesquisas em diversas áreas e prezam pela integração cultural entre os estudantes.

Transporte público de qualidade

Toronto é bastante segura para se andar a pé. Caminhar é uma boa opção também pelo fato de as ruas serem planas.

Ainda assim, como estamos falando de uma grande cidade, em certos momentos você precisará usar o transporte público. Mas isso não é nenhum problema, pois é um serviço muito bom!

Há três tipos: ônibus, metrô e streetcar (um tipo de bonde). Todos aceitam o mesmo passe, chamado Metropass. No caso dos ônibus, nem é necessário fazer sinal quando estiver no ponto, uma vez que eles param em todas as estações. Além disso, a partir das 21h, as mulheres podem pedir ao motorista para parar fora do ponto, uma medida de segurança.

Limpeza urbana

Toronto é um grande centro urbano, mas não sofre com um dos principais problemas relacionados às metrópoles: a sujeira. Suas ruas são bastante limpas.

Nas calçadas, é possível encontrar uma lata de lixo a cada 5 metros — e as pessoas sempre respeitam o espaço urbano, utilizando as lixeiras. Além disso, a coleta seletiva é bastante eficiente, de modo que o lixo é reaproveitado e a natureza agradece.

Passeios inesquecíveis

Para sua experiência de imersão em outro país ser completa, é importante entrar em contato com a cidade e tudo o que ela tem a oferecer. Nesse sentido, Toronto também marca muitos pontos, com diversas atrações turísticas.

O cartão postal da cidade é a CN Tower, que permite uma visão panorâmica da região. Vale conferir também o parque temático Canada’s Wonderland. Se curte museus, são várias as opções, como o Museu Real de Ontário. Os parques da cidade também são muito bonitos e convidativos!

Viu por que você deve fazer um intercâmbio para Toronto? Para saber muito mais sobre estudar no Canadá, curta a nossa página no Facebook!

Paisagens inesquecíveis, muita cultura, comidas gostosas de sobra e muitas horas de sol para aproveitar tudo isso. Estamos falando do verão no Canadá, período que garante experiências inesquecíveis!

Quem visita o Canadá costuma falar tanto do frio e da neve que, muitas vezes, o verão acaba ficando de lado. Já para os canadenses, depois do longo e intenso inverno, o verão é uma época de celebração e muita alegria.

As temperaturas ficam em torno dos 28ºC e podem passar dos 40ºC com sensações térmicas de 45ºC por conta da umidade. São muitos festivais, então as pessoas ficam nas ruas até tarde da noite, divertindo-se com os amigos e familiares e aproveitando tudo o que o país tem a oferecer.

Para deixar essa verdadeira festa ainda melhor, amanhece às 5h da manhã e o sol só se põe lá pelas 22h, ou seja, dá para aproveitar o verão por muito, muito tempo!

Para mostrar o quanto o verão no Canadá é uma estação mágica e especial, preparamos este post com algumas das melhores experiências que essa época do ano proporciona por aqui. Acompanhe!

Lagos e hot springs para curtir a água

Quem não adora passar horas na água durante o verão? Pois os canadenses fazem isso não tanto na praia, mas especialmente nos lagos maravilhosos do país, que possuem águas menos frias, e também nas hot springs (as famosas águas termais).

Na região de Metro Vancouver há alguns lagos mais famosos, como Buntzen Lake, White Pine Beach e o Cultus Lake, que tem até um parque aquático. Mais um pouco para o interior, o resort Harrison Hot Springs tem as famosas águas termais. Vale a pena conhecer.

Em Montreal, a “praia de lago” é chamada Plage Jean-Doré e fica no Parc Jean-Drapeau​. O local conta com uma estrutura completa, com vestiários, wi-fi e restaurantes.

Se você estiver visitando o Canadá em busca das paisagens mais bonitas, não deixe de ir ao Banff National Park, que abriga o Lago Louise com suas águas cristalinas em múltiplos tons de azul. Você nunca viu nada igual! Perto dali, visite também o Lago Moraine. Enquanto isso, no Jasper National Park, você pode andar de canoa por diversos lagos de águas praticamente transparentes.

Festivais e cultura por todo lado

Os canadenses não perdem a chance que o verão traz de reunir todo mundo e aproveitar o clima agradável ao ar livre e celebrando a música, o cinema, a culinária e a arte do Canadá.

No Stanley Park, em Vancouver, é instalado um telão que exibe filmes ao ar livre às terças-feiras à noite. Tanto os turistas quanto os nativos adoram os festivais de música e de comidas que pipocam pelo país nessa estação — uma excelente chance de conhecer a fundo a cultura canadense. Em Montreal, é realizado o Jazz Festival, que é o maior do mundo. Aliás, se você gosta de festivais, vai adorar esse post que já publicamos.

Diversão na praia

Os canadenses ficam tão animados na praia que você vai lembrar bastante do Brasil! Eles adoram reunir os amigos e a família para fazer churrascos e piqueniques na areia. A diferença é que, aqui, a farofada é muito organizada e limpinha.

Toronto conta com muitas praias excelentes e prontas para receber o público, como Wasaga, Woodbine, Sunnyside e alguns paraísos como Bluffer’s Park Beach​. No verão, todas elas oferecem atividades imperdíveis, como passeios de barco, atividades aquáticas e yoga de graça.

Em Vancouver as praias dentro do Stanley Park são ótimas e em praias como Spanish Bank e a famosa Kitsilano há lanchonetes, vestiários e várias quadras de vôlei de praia pra todo mundo se divertir. Ainda em British Columbia, província de Vancouver, fica a praia de Tofino, considerada a praia oficial dos surfistas do Canadá. Foi lá que o Primeiro Ministro Canadense, Justin Trudeou, foi fotografado com uma prancha de surf.

Fora dos centros urbanos, a ilha de Prince Edward também tem praias inesquecíveis, onde você ainda pode acampar em um cenário paradisíaco e com muita segurança.

Florestas e cachoeiras para explorar

Os turistas e habitantes do Canadá adoram aproveitar o calor do verão para explorar as florestas e cachoeiras do país de forma mais leve, sem precisar de tantas roupas e equipamentos quanto no inverno.

Você sabia que, por aqui, temos a maior concentração de água doce e cachoeiras do mundo? Como se não bastasse, elas ainda são impressionantes! Há cachoeiras em cânions, montanhas e falésias, além, é claro, das Cataratas do Niágara, localizadas na fronteira com os Estados Unidos. Enquanto isso, as florestas proporcionam cenários incríveis e uma espiada na vida selvagem canadense.

Por isso, aqui no Canadá adoramos o glamping (glamour + camping), uma forma de acampar com todo o conforto possível. Você se aventura pela floresta e depois retorna para uma cabana com banheira ao ar livre e tudo do bom e do melhor para curtir a noite de verão. Nada mal, não é?

O que você está esperando? O verão no Canadá é definitivamente uma das melhores épocas para visitar o país e conhecer algumas das melhores coisas que ele têm a oferecer!

Compartilhe este post nas redes sociais e mostre aos seus amigos a magia do verão canadense! Quem sabe vocês não vêm conhecer tudo isso juntos?

Todo ano milhares de brasileiros estão se mudando para o Canadá de forma permanente ou em busca de conseguir atingir essa meta. Viver em um novo país pode ser um desafio, já que para fazer qualquer tipo de mudança é preciso pesquisar e se planejar bastante. Se você quer saber, de uma forma simples, o que é necessário para mudar para o Canadá, esse post é pra você!

Qual tipo de visto é preciso?

O tipo de visto mostra exatamente o que vamos fazer num país. Quem tem o visto de turista tem um prazo para ficar dentro de seu território, porém, você não pode trabalhar nem residir por muito tempo. Para poder morar e trabalhar no Canadá, você precisa de um visto que permita que você fique de forma permanente no país. É possível conseguir um visto de estudante, de trabalho ou até mesmo conseguir imigrar estando ainda no Brasil. O que você vai precisar? Muito planejamento, fluência (ou quase) em inglês e/ou francês, uma reserva financeira e (altamente recomendado) um consultor de imigração. Você não é obrigado a contratar um consultor de imigração para poder imigrar para o Canadá, porém esse profissional pode te ajudar a realizar o seu sonho de forma mais eficiente, e sem erros, pois ele conhece profundamente as leis, as exigências e possui experiência para te auxiliar durante todo o processo.

Como imigrar pelo Express Entry?

Existem diferentes formas de imigrar para o Canadá. Você pode tentar pelo Express Entry, que é um sistema que separa as pessoas que estão interessadas em mudar para o Canadá nos programas Federal Skilled Worker, o Canadian Experience Class e o Federal Skilled Trades.  Com o novo sistema federal de imigração do Canadá, o express entry, o país tornou mais claro o perfil das pessoas que podem entrar em seu território. Cada um desses perfis tem uma quantidade de pontos. Assim, as pessoas ficam em um ranking e a imigração canadense emite convite para quem tiver uma determinada pontuação para iniciar o processo de imigração.

Como imigrar como estudante?

Esse é o caminho mais comum escolhido pelos brasileiros. Porém, é o mais caro deles. Ser estudante em uma universidade estrangeira tem suas vantagens que acabam compensando, pois você pode “construir” a sua imigração. Você pode optar pelo carrer college, que equivale a um curso técnico, pelo college, a faculdade ou a university, que corresponde à universidade. Se você ainda não tem o nível mínimo de inglês ou francês requerido pela instituição de ensino, poderá iniciar o seu processo estudando a língua antes de ingressar na faculdade, o que é chamado de Pathway. Já matriculado, alguns programas oferecem a possibilidade de você trabalhar durante meio período (part-time), seu cônjuge pode receber a permissão para trabalhar em período integral, o Open Work Permit (OWP) e seus filhos podem estudar gratuitamente nas escolas públicas. Depois de formado, você poderá solicitar um visto de trabalho (chamado de Post-Graduation Work Permit) que pode durar até 3 anos. Basicamente, durante esse período, você aplica no processo de Express Entry e também pode buscar um emprego em uma empresa que poderá fazer o seu sponsor, ou seja, que poderá fazer o seu processo de imigração como sendo funcionário dessa companhia. Claro que existem muitas variáveis e o importante é você saber que não é qualquer college ou universidade que te darão esses direitos. Por isso, um consultor de college poderá te ajudar a escolher a instituição indicada para você.

Como imigrar pelas províncias?

O governo determina padrões que devem ser seguidos. Porém, as províncias no Canadá têm autonomia para criar o seu próprio processo de imigração, o Provincial Nominee Program (PNP). Cada província tem suas regras quanto a oferta de trabalho, a profissão que está em demanda na localidade, a proficiência no idioma e necessidade da comprovação financeira. Para saber quais são elas, você deve procurar um auxílio profissional para entender as regras e conhecer em qual delas você se encaixa mais. Assim, a contratação de uma agência especializada na imigração para o Canadá é essencial, pois cada pessoa apresenta especificidades que podem influenciar na hora de realizar esse processo.

Quer saber mais sobre como mudar para o Canadá?

Como vimos, mudar para o Canadá é um processo que exige muitas adaptações e que leva tempo. Todas as informações necessárias estão disponíveis de forma gratuita no site de Imigração Canadense, em inglês e francês, mas nós também preparamos uma explicação mais detalhada sobre como imigrar para o Canadá. Temos um post com o passo a passo da imigração, outro texto com passo a passo sobre como funciona a graduação no Canadá, e também como conseguir estudar e trabalhar no Canadá. A Canada Intercambio pode ajudar a realizar o seu sonho de vir morar no Canadá! Preencha agora o formulário abaixo e entraremos em contato para falar sobre estudar, trabalhar ou imigrar para o Canadá!

Canada Intercambio: um destino com todas as soluções

Acomodação

Hospedagem em Casa de Família, monitorada pela Canada Intercambio, com 2 ou 3 refeições, quarto individual ou compartilhado ou opção de Residência Estudantil

Assessoria para viagem

Passagem Aérea, Transfer em Aeroporto, Seguro Viagem, Chip de Celular, Cartão de Metrô e Cartão de Dólar Canadense com a melhor taxa para estudantes

Visto e Imigração

Assessoria para Vistos (Visitante, Estudante, Trabalho e PGWP) e Consultoria de Imigração

Outros Países

Programas de Estudo e Trabalho, Ensino Superior, Cursos de Idiomas em Inglês, Espanhol, Francês e Italiano

Neste post, você saberá um pouco mais sobre esse país e os 7 melhores motivos para você estudar no Canadá e fazer um intercâmbio, acompanhe!

Ter uma experiência internacional é um dos maiores marcos da vida de alguém. Quem vai morar fora, seja por qualquer motivo, traz na bagagem muito mais do que o que aprendeu na escola ou no trabalho em outro país, agrega também uma vivência única, que permite entender culturas diferentes, respeitar o próximo e até rever alguns hábitos. Para quem pensa em viver essa experiência, estudar no Canadá pode ser uma escolha surpreendente.

1. Estudar no Canadá não é tão caro

Estudar uma língua no Canadá é mais barato do que em outros países. Apesar da passagem ser mais cara, o valor inferior das escolas e do custo de vida compensam e tornam o destino mais barato para quem quer aprender inglês ou francês.

2. É possível estudar e trabalhar

Enquanto alguns países não permitem que você trabalhe durante os estudos, no Canadá há programas e cursos que além de te ajudarem com conhecimentos para o mercado de trabalho, te dão a oportunidade de aperfeiçoar seu nível de inglês ou francês e ganhar dinheiro trabalhando.

O país consente conciliar os dois e disponibiliza infinitos tipos de ofícios para estudantes, o que facilita muito a vida de quem tem vontade de praticar um novo idioma, mas precisa ter dinheiro para custear um curso.

3. O país respeita a diversidade

O Canadá é um país de imigrantes e, muitas vezes, abre vagas de emprego encorajando pessoas de outros países a se mudarem para lá. Em função disso, é um lugar acolhedor, que respeita a diversidade cultural, pregando sempre a tolerância e o respeito. Ainda, devido à hospitalidade de todos, os estudantes se sentem em casa.

4. É um dos países mais seguros do mundo

A World Population Review realizou uma pesquisa que listou os países mais seguros do mundo e o Canadá ficou em 12º lugar. O país tem uma taxa muito baixa de homicídios: para se ter uma ideia, em 2020, o Brasil teve quase 40 mil casos. O Canadá, por sua vez, registrou 743.

Acidentes de carro e desastres naturais também têm um número muito baixo comparado a outros países, o que torna o Canadá um local que dá segurança aos estudantes.

5. É repleto de belezas naturais

É indiscutível que o destino possui diversas belezas naturais que encantam os olhos e proporcionam experiências incríveis, como saltar de bungee jump, em Whistler (que fica a duas horas de Vancouver), fazer uma visita às Montanhas Rochosas (Rocky Mountains) e observar os encantos que as águas da Niagara Falls oferecem.

6. Tem ótimos festivais para se divertir e aprender a cultura local

Em média, ocorrem 200 festivais ao longo do ano no país e nos mais diversos temas: música, teatro, gastronomia, carnaval e arte. Fato é que sempre há um festival perto de você que proporciona ótimas experiências culturais.

Um dos mais famosos é o Celebration of the Light, uma competição de fogos de artifício em Vancouver. Em Montreal, todo mês de julho acontece o Festival Internacional de Jazz, considerado o maior do mundo, e que engloba artistas de diversos gêneros musicais do mundo todo, inclusive conhecidas bandas brasileiras.

7. Oportunidade de aprender 2 idiomas

No Canadá, dois idiomas são considerados oficiais, o inglês e o francês. O primeiro domina a maior parte do país, mas na província de Quebec o francês é a língua oficial. Além disso, quem vai para aprender francês tem a vantagem do valor ser muito mais em conta do que ir para a França.

O inglês canadense é limpo e uniforme, sem muitas gírias ou sotaques, o que ajuda bastante no aprendizado e na compreensão da língua durante a estadia.

Estudar no Canadá é vivenciar uma experiência única, que vai muito além do aprendizado de uma língua. Ainda, é conhecer as belezas naturais, o clima, viver a rotina dos canadenses e aprender mais sobre o respeito entre as culturas e a diversidade. Já pensou em uma aventura, unindo aprendizado e diversão em uma só viagem?

Agora que você já sabe todas as vantagens de viajar para o Canadá, que tal compartilhar esse post em suas redes sociais?

Muitas pessoas procuram saber como funciona uma homestay canadense (casa de família). Vamos acompanhar nesse post os aspectos principais das homestays e entender o porquê o Canadá é a opção número um dos brasileiros.

O Canadá oferece oportunidades maravilhosas, seja para melhorar o idioma (francês ou inglês), seja para conhecer pessoas novas, culturas novas ou paisagens paradisíacas, sempre com segurança e em um país reconhecidamente aberto para estudantes e imigrantes.

Vamos mostrar neste post as as características gerais das famílias, detalhes do quarto e informações importantes sobre o dia a dia e outros aspectos importantes para que o visitante não se surpreenda e se adapte o mais rápido possível ao seu local.

Informações sobre a homestay são transmitidas antecipadamente

Uma das características mais importantes da utilização de casas de família é o preparo pré-embarque. Detalhes como a personalidade, hábitos alimentares e estilo de vida, se pensados com carinho antes da viagem, tornam a experiência muito mais fácil.

Muitas informações úteis sobre as famílias são apresentadas antecipadamente, como por exemplo a rotina da família durante o fim de semana, as preferências de atividades, bem como seu comportamento detalhado: hábitos caseiros, tipos de refeições, privacidade da família e do estudante, informações sobre aspectos culturais, animais de estimação, localidade, detalhes do quarto, banheiro e outros dados relevantes para que o estudante não seja pego de surpresa com tantas coisas ao mesmo tempo.

Regras para os visitantes também são informadas anteriormente

Também são informadas, com antecedência, o que as famílias esperam de cada visitante, com uma espécie de regulamento básico de comportamento. Normalmente, não é permitido fumar ou beber dentro do ambiente. Outras regras básicas são referentes a boa convivência, valorização de bons hábitos e cuidados com a higiene no quarto.

Também são transmitidos aos visitantes as regras referentes a lavagem de roupas, bem como outros elementos referentes a economia de energia e mais alguns traços comportamentais desejados, como cooperar com as atividades da casa, arrumar a cama e avisar quando voltar mais tarde. Nada de muito específico ou rígido, apenas para manter uma boa relação com os responsáveis pela homestay e, claro, fatores que o bom senso da nossa cultura brasileira já recomendaria.

Detalhes sobre o transporte e outras informações

Os detalhes sobre a localização também são bem completos. Muitas informações são passadas para os estudantes antes da chegada como trajetos e os ônibus possíveis e a distância e o tempo necessário para se chegar em diversos pontos da cidade.

Outras informações podem ser oferecidos na chegada do aluno, seja pela família, pela equipe da Canada Intercambio ou pela escola.

Na chegada do aluno, caso solicitado, um membro da equipe pode recepcionar, instruir e encaminhar o aluno para sua casa, de modo que o visitante não tenha dificuldade alguma no traslado entre o aeroporto e a residência. O objetivo é fazer com que as instruções sejam as mais claras possíveis.

Instruções sobre o visto canadense e outros detalhes

O processo de pré-embarque é bastante detalhado! São várias as informações dadas aos clientes para que a viagem seja a mais cômoda possível. As informações sobre seguros de saúde, passagens, permissões de estudo ou trabalho, dentre outros detalhes, são apresentados junto com o roteiro da viagem em reuniões pré-embarque.

Está pronto para vir pra cá? Entre em contato com uma de nossas lojas.

Veja também:
Guia de Graduação no Canadá
O Sistema de Ensino canadense
High School No Canadá
Dia a Dia em uma homestay

Este site utiliza cookies. Ao continuar navegando neste site, você concorda com nossa Política de Privacidade e com a utilização de cookies para melhorar sua navegação.