Quer fazer exame de proficiência em inglês? Veja o mais indicado!

O exame de proficiência em inglês é importante para comprovar a fluência no idioma, principalmente porque os certificados dos cursos, mesmo quando reconhecidos pelo MEC, não têm validade oficial ou internacional.

Além de ajudar a disputar vagas de emprego que pedem o domínio na língua inglesa, algumas instituições de ensino internacionais colocam como pré-requisito um determinado nível de conhecimento e ele também é necessário para quem deseja fazer faculdade ou imigrar para o Canadá.

Como são diversas opções, separamos informações sobre as principais para que você saiba qual a mais indicada para o seu caso. Confira!

IELTS (International English Language Testing System)

O IELTS foi criado pela Universidade de Cambridge, mas é administrado pelo British Council. É uma das certificações mais reconhecidas e, por esse motivo, muitas instituições canadenses o aceitam. Existem dois formatos: o General Training e o Academic.

O Academic costuma ser utilizado para a candidatura em instituições de ensino que ministram as aulas em inglês, enquanto o General Training é voltado para quem deseja imigrar. Ambos exigem mais o domínio da língua inglesa em sua versão britânica.

A prova tem duração média de 2 horas e 45 minutos e é dividida em:

• Listening (30 minutos e 4 partes);
• Reading (60 minutos, 40 questões);
• Writing (60 minutos para escrever dois textos);
• Speaking (11 a 14 minutos, dividido em 3 partes), sendo que essa etapa pode ser agendada em uma data diferente.

Inclusive, uma diferença entre o IELTS para outro exame de proficiência em inglês bem conhecido, o TOEFL, é que a parte oral é intermediada por um examinador e não apenas por computador. Além disso, há a opção de se inscrever para fazer o exame em papel ou no computador.

O IELTS não tem prazo de validade impresso no exame, mas o padrão internacional recomenda que os testes de proficiência sejam realizados a cada dois anos, pois algumas instituições podem recusar-se a recebê-lo após esse período.

Ele pode ser realizado lá no Brasil ou aqui no Canadá, embora o ideal seja realizar o teste antes, já que ele costuma ser um pré-requisito. Caso você não passe de primeira, pode tentar novamente sem esperar período mínimo de intervalo.

A nota varia de 0 até 9 e são consideradas notas mínimas para entrar nas instituições entre 6 e 8. Para imigrar não há uma pontuação mínima, mas quanto maior for a nota, mais fácil será obter o visto permanente.

TOEFL (Test of English as a Foreign Language)

O TOEFL é administrado pela Educational Testing Service (ETS) e é muito popular aqui na América do Norte, incluindo o Canadá. Para fazer o exame, é preciso verificar as datas disponíveis, mas existem mais de 50 por ano e centros em diversos locais do mundo.

Diferentemente do IELTS, se você não passar, precisa esperar 12 dias para tentar novamente.

O exame é aplicado por meio do computador, mesmo a parte oral, que é gravada na máquina. São 4 horas e meia de duração estruturadas da seguinte forma:

• Reading (60 a 80 minutos, 36 a 56 perguntas);
• Listening (60 a 90 minutos com palestras, discussões em sala e perguntas de múltipla escolha);
• Speaking (20 minutos, seis tarefas);
• Writing (50 minutos, duas redações).

Esse exame de proficiência em inglês tem validade de 2 anos e a nota varia de 0 a 120. Para o Ensino Superior, as universidades costumam pedir 90 pontos, no entanto, para outros cursos a nota costuma ser mais baixa.

CAE (Cambridge English: Advanced)

CAE é um exame de Cambridge e é muito valorizado nas instituições do Canadá, incluindo McMaster University, University of British Columbia e University of Toronto.

Sua aplicação é realizada em um centro e tem a seguinte estrutura:

• leitura, gramática e vocabulário (90 minutos, 56 questões);
• escrita (90 minutos, dois textos);
• compreensão oral (40 minutos, 30 perguntas divididas em 4 subseções);
• expressão oral (15 minutos, testes individuais e em pares).

A pontuação varia entre 160 a 210 e é considerado aprovado no nível C1 os candidatos com resultados de no mínimo 180. Quem marca 200 ou mais é aprovado com o nível C2. Quem tira abaixo de 180 não recebe certificado, embora seja emitido um relatório com as notas de cada habilidade.

TOEIC (Test of English for International Communication)

Assim como o TOEFL, o TOEIC é elaborado pela ETS. A diferença é que ele é voltado ao mercado de trabalho ou apenas para a avaliação do nível de inglês. Se você deseja um exame para fins acadêmicos, é importante verificar outras opções.

Com 200 questões, a estrutura do exame é composta por:

• Listening (100 questões, 4 partes);
• Reading (100 questões que avaliam compreensão do idioma e gramática).

É recomendado que o aluno tenha, ao menos, nível intermediário para realizar o exame.

CELPIP (Canadian English Language Proficiency Index Program)

Se você deseja imigrar para o Canadá, o CELPIP pode ser uma boa opção. Administrado pela Paragon Testing Enterprises, o teste canadense costuma ser aplicado em Vancouver e Toronto e apresenta dois tipos: o General e o General LS (Listening e Speaking).

Para obter o visto permanente, é necessário fazer o CELPIP General. Ele tem duração de 3 horas e é feito por meio do computador. São 4 etapas estruturadas da seguinte maneira:

• Listening (47 a 55 minutos, 6 partes);
• Reading (55 a 60 minutos, 4 partes);
• Writing (53 a 60 minutos, dois textos);
• Speaking (15 a 20 minutos, 8 partes).

As notas variam de 0 a 12 e no site é possível realizar um pré-teste e obter informações sobre datas de aplicação do exame.

Como você pode perceber, cada exame tem sua própria estrutura e objetivo principal. É importante avaliar a maneira como cada um deles testa o conhecimento dos candidatos para se preparar especificamente para o exame de proficiência em inglês escolhido.

Existem diversos materiais online e até mesmo gratuitos, disponibilizados até mesmo no site de cada um. Vale a pena procurar e estudar o máximo possível. Aproveite e realize testes preparatórios, assim você pode ir se acostumando ao formato dos questionários.

Caso o objetivo seja acadêmico, é importante verificar na instituição de ensino em que pretende estudar, pois, apesar dos exames citados serem reconhecidos, as universidades e colleges podem solicitar um deles especificamente. Além disso, caso deseje imigrar para o Quebec, lembre-se de que a cidade também solicita o exame de proficiência em francês, o TEF (Test d’évaluation de français).

Agora que você já entendeu como funciona o exame de proficiência em inglês e conheceu os principais, entre em contato conosco por meio do formulário abaixo para que possamos lhe ajudar a vir estudar ou imigrar para o Canadá!